SUSPENSÃO NARRATIVA E FLUXO TEMPORAL. A EXPERIÊNCIA MUSICAL EM TATUAGEM (2013), DE HILTON LACERDA.

  • Categoria: Artigo
  • Título: Suspensão narrativa e fluxo temporal. A experiência musical em Tatuagem (2013), de Hilton Lacerda.
  • Autor: Amanda Mansur Custódio Nogueira
  • Resumo: A produção cinematográfica da cidade do Recife, no Nordeste do Brasil, traça uma dramaturgia que convive com a efervescência da cena musical e cultural que emergiu na cidade, desde seu renascimento nos anos 90. O cinema contemporâneo explora deliberadamente a mimetização da música em seus filmes narrativos ao se apropriar de certas canções, materializando-as em sequências de interpretação musical, cuja função é a suspensão da narrativa. Partindo do pressuposto de que o cinema se organiza como um sistema de linguagens, inserido em um contexto sociocultural, nosso objetivo é investigar o papel articulador da música no cinema local a partir da análise dos procedimentos sonoros / visuais na construção narrativa do filme Tatuagem (2013), de Hilton Lacerda, em que a manipulação da textura cinematográfica intensifica a experiência musical sensível.
  • Instituição: AVANCA
  • Ano: 2019
  • Assunto(s): Cinema, Recife, Cena Musical, Linguagem Cinematográfica, Música Cinematográfica
  • Disponibilidade: https://publication.avanca.org/index.php/avancacinema/article/view/60

© 2021 Cinema Pernambucano. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Dev3code