EXPERIÊNCIAS IDENTITÁRIAS NO CINEMA CONTEMPORÂNEO

  • Categoria: Artigo científico
  • Autor: Raquel Holanda (Mestre em Comunicação)
  • Resumo: Partindo do entendimento da identidade como um processo nunca consolidado, que inevitavelmente se constituí na relação com o outro, em meio de negociações de sentidos e posições, este trabalho analisa a identidade a partir de conhecimentos e práticas comuns aos indivíduos: sejam elas herdadas, vividas, experimentadas ou criadas por aqueles que constituem uma sociedade. E por acreditar que o cinema é um meio que acelera questões referentes aos sujeitos, espaços e a cultura, no decorrer deste trabalho observa-se em filmes como Árido Movie (2006), de Lírio Ferreira, O Céu de Suely (2006), de Karim Ainöuz e Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo (2010), de Karim Ainöuz e Marcelo Gomes como são constituídas as identidades dos sujeitos e do próprio espaço.
  • Instituição: Universidade Federal de Pernambuco
  • Ano: 2011
  • Assunto(s): Cinema, identidade, experiência, diferença.

© 2021 Cinema Pernambucano. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Dev3code