JURANDO VINGAR

  • Gênero: Ficção
  • Ano: 1925
  • Duração: 52 min
  • Bitola final: 35 mm
  • Cor: P&B
  • Sinopse: Numa zona canavieira de Pernambuco vive o plantador de cana Júlio Serra, em uma casa com sua irmã Maria. Júlio se apaixona por Berta, uma moça que trabalha em um bar. No dia em que a conhece acaba trocando socos com Antônio Morais, que a desrespeitara momentos antes. Antônio Morais, também conhecido como o mau-caráter "Aviador", se vinga da surra que levara matando a irmã de Julio, quando este estava na cidade negociando sua safra de cana. Júlio promete acertar contas com Antônio Morais, revelado verdadeiro assassino de sua irmã pelo garoto Marrequinha que presenciara o crime. Com a ajuda de seu comparsa Manoel Rato, Antônio Morais rapta Berta aprisionando-a numa cabana. Dona Chiquinha, mãe de Berta, pede ajuda para Julio que parte em socorro de sua amada. Berta é libertada de seu cativeiro por Júlio, depois de ter vencido Antônio Morais em uma luta mortal. Júlio e Berta se casam, e na festa um amigo descobre um menino tentando envenenar a bebida de Júlio. A criança os leva ao mandante do crime: Manoel Rato, que tentava vingar a morte de Antônio Morais. Descoberto, Manoel Rato é morto numa troca de tiros.
  • Argumento: Gentil Roiz
  • Roteirista: Ary Severo
  • Direção: Ary Severo
  • Produtor: Gentil Roiz
  • Empresa produtora: Aurora Filme
  • Direção de fotografia: Edson Chagas
  • Elenco entrevistados: Gentil Roiz (Júlio Serra)
    Rilda Fernandes (Berta)
    José Lira (Antônio Morais)
    Iara de Alencar (Maria)
    Altina Lira (Colega de Berta)
    Prazin (Dono de bar)
    Jota Soares (Freqüentador do bar e garçom na festa de casamento)
    Mario Lima (Freqüentador do bar)
    Valderez de Souza (Dona Chiquinha)
    Raul Figueiredo (Amigo de Júlio)
    Ary Severo (Luiz Peres)
    Berardo Ribeiro (Manoel Rato)
    Pedro Salgado Filho (Padre)
    Pedro Salgado (Usineiro)
    Ubirajara Ferreira (Marrequinha)
    Antonio Campos
    Luís Marques
  • Curiosidades: - -Filme (incompleto) disponível em DVD, faz parte do acervo da Fundação Joaquim Nabuco, sediada em Recife.
    - Terceiro filme produzido pela Aurora filme e o segundo longa-metragem. Foi realizado com os recursos financeiros obtidos do filme “Garrafada do Sertão”
    - História passada nos canaviais e engenhos de Pernambuco.
    - Filme de enredo em cinco partes, com forte influência do cinema norte-americano.
    - Estreia de Rilda Fernandes, Ary Severo e Gentil Roiz como atores de cinema, sendo o único filme no qual Gentil Roiz atuou. Rilda Fernandes e Gentil Roiz interpretaram os papeis principais.
    - Exibido em Belém - PA, nos cines Eden, Moderno e Brasil.
Mais nesta categoria: « FILHO SEM MÃE RETRIBUIÇÃO »

© 2021 Cinema Pernambucano. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Dev3code